Brasil e Chile cada vez mais perto de livre comércio

O senado do Chile aprovou neste mês o acordo de livre comércio Brasil-Chile. Ele complementa um acordo de 1990 com o Mercosul e incorpora temas ligados a comércio eletrônico, meio ambiente, telecomunicações, Pequenas e Médias Empresas.
 
O tratado abre possibilidades interessantes aos importadores brasileiros. O Chile é o maior parceiro comercial do Brasil na América do Sul. Entre 2018 e 2019, seus principais produtos de exportação para o país foi salmão, cátodos de cobre, álcoois acíclicos, produtos básicos e vinho.
 
O Acordo foi assinado durante os últimos meses do governo Michel Temer. Na ocasião, entre outros assuntos, foram abordados 24 áreas não tarifárias, redução de barreiras não tarifárias, inclusão de temas tecnológicos e o fim do roaming entre os países para telefonia móvel.
 
A conclusão do acordo permitirá que empresas pequenas e médias do Chile alcancem com mais facilidade o mercado brasileiro, trazendo oportunidades para importadores. O Chile é uma das economias mais desenvoltas da América do Sul, com participação relevante no Tratado de Comércio Trans-Pacífico (Trans-Pacific Partnership - TPP), um dos mais dinâmicos da região.
 
Com a WM Trading, suas importações alcançam o melhor de economias como a chilena. Usamos extenso planejamento para desenvolver as melhores soluções em importação, agregando segurança e qualidade aos seus negócios.
 
WM Trading, inovação e excelência em comércio internacional.