Imposto de importação zerado para equipamentos fotovoltaicos

O consumo de energia solar é o que mais cresce no Brasil e no mundo. Com o passar dos anos a energia fotovoltaica está cada vez mais acessível. Segundo o Relatório de Status Global de Renováveis, a energia solar cresceu 22,5% no mundo em 2019, aumento de 12% em comparação ao ano de 2018. Na América Latina, o Brasil lidera esse avanço, instalando 2,1 GW de potência gerada, seguido por Argentina e México.
 
Com ações para ampliar esse segmento, o Governo Federal através da resolução nº 55/2020, reduziu temporariamente o Imposto de Importação de bens de capital, de informática e telecomunicação, incluindo equipamentos do setor. A medida foi publicada dia 22 de junho no Diário Oficial da União (DOU). 
 
O destaque está nas alterações no regime de Ex-tarifário para os mais variados tipos de inversores. O regime proporciona uma série de investimentos em bens que não são produzidos no país, além do fato de que os custos dos projetos são reduzidos, aumentando a competitividade do ramo.
 
Para quem deseja investir em energia solar, o país possui diversos incentivos fiscais para importar equipamentos fotovoltaicos. Porém é um setor que exige uma alta gestão de importação e o caminho mais fácil e confiável é contratar uma gestão terceirizada.
 
Com a WM Trading, a sua empresa conta com essa gestão, aproveitando oportunidades como qualidade, segurança e transparência. Com anos de experiência no setor, agregamos planejamento em todas as etapas das suas importações. 
 
Nossa parceria com a Absolar permite aproveitar as melhores condições para aquisição de equipamentos para energia solar.
 
Confira nosso e-book sobre importação de equipamentos fotovoltaicos no Brasil.

WM Trading, qualidade e excelência em comércio exterior.

Matérias Relacionadas

Ops! Ainda não existe item cadastrado