PIS e COFINS monofásicos para autopeças

Você conhece os efeitos do PIS e COFINS na importação de autopeças? A WM explica como aumentar a sua lucratividade com esses impostos

Importações no Brasil passam pelo desafio clássico de taxas e de impostos. Além de pesar sobre os preços, eles podem ser complicados de entender. Para facilitar a compreensão do PIS e Cofins monofásicos para autopeças, a WM TRADING preparou esse texto didático de perguntas e respostas. É um assunto interessante para importadores de autopeças e para quem planeja revender esse tipo de equipamento. Confira:

O que é PIS e Cofins?

PIS é o Programa de Contribuição Social. Ele é pago pelo empregador para financiar o pagamento do seguro-desemprego, abono e participação na receita dos órgãos se entidades. Serve tanto para trabalhadores de empresas públicas quanto de empresas privadas.

Cofins é a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social. É um tributo federal que financia a seguridade social, que inclui as áreas de previdência social, assistência social e saúde pública. Seus principais contribuintes são pessoas jurídicas de caráter privado.

O que é “regime monofásico”?

Também conhecido como “tributação monofásica” ou “tributação concentrada”, o regime monofásico é um mecanismo que atribui à indústria ou equivalente a responsabilidade de recolher o tributo de toda a cadeia produtiva de um produto ou serviço. A indústria deve recolher todo o tributo. Revendedores, sejam atacadistas ou varejistas, não possuem mais obrigação de recolher.

Um exemplo disso é o regime monofásico para produtos de higiene pessoal, medicamentos e cosméticos. Estabelecido pela lei 10.147/2000, ele fez com que importadores e industriais desses produtos fossem responsáveis pelo recolhimento do PIS e da Cofins incidentes sobre a cadeia de produção e consumo. Enquanto isso, o mesmo regime reduziu a zero a alíquota de PIS e da Cofins para revendedores e varejistas.

Dessa forma, quem importa ou produz esses produtos pagam PIS e Cofins. Enquanto isso, quem revende não pagam PIS e Cofins.

Finalmente, como funciona o regime monofásico de PIS e Cofins para autopeças?

Autopeças são incluídas em sistema de tributação monofásico / concentrado. É o que diz expressamente o Governo Federal por meio da Lei nº 10.485 de 2002, alterada mais tarde pela Lei nº 10.865 de 2004. Isso significa que os produtores e também os importadores são responsáveis por recolher o PIS e o Cofins.

A situação pode ser vantajosa para quem possui empresas cadastradas pelo Simples e que atuam como revendedores, atacadistas e varejistas. No entanto, atacadistas e revendedores não conseguem se enquadrar no Simples, de forma que os benefícios recaem na prática sobre varejistas.

Empresas que optam pelo Simples Nacional podem vender autopeças importadas e solicitar reduzir o valor do PIS/Cofins monofásico das vendas sobre o cálculo do imposto. É um direito que costuma ser ignorado, por temor de violar alguma regra burocrática.

E como a WM TRADING pode ajudar minha empresa?

Importamos com base em planejamento tributário minucioso. Exploramos oportunidades e estudamos as melhores escolhas para sua empresa, baseado nas principais características delas. Dessa forma, podemos ajudar sua empresa a obter os melhores resultados ao lidar com o PIS e o Cofins monofásico sobre autopeças.

Além de lidar melhor com a carga tributária, com a WM TRADING sua empresa aproveita as melhores oportunidades no comércio exterior. Contamos com uma ampla rede de fornecedores de autopeças, localizados em mercados competitivos e de alta produtividade. Obtemos com eles preços vantajosos, disponibilidade e vantagens exclusivas, como descontos em fretes e condições de crédito adequadas aos seus negócios.

WM TRADING, qualidade e excelência em comércio exterior.

Matérias Relacionadas

Ops! Ainda não existe item cadastrado